Hospital de Bequimão Lídia Martins recebe mais duas ambulâncias

O sistema de saúde de Bequimão está ficando ainda mais robusto. Nesta quinta-feira (27), o prefeito Zé Martins entregou mais duas ambulâncias ao Hospital Municipal Lídia Martins. Agora, o município já conta com cinco desses veículos.

Em suas redes sociais, o prefeito Zé Martins destacou que essas conquistas posicionam Bequimão numa situação bem diferente daquela encontrada em 2013, quando ele assumiu a gestão do município. “Mais reforço à nossa frota de ambulâncias. Com esses dois novos veículos, a população de Bequimão passa a contar com cinco ambulâncias, equipadas e adequadas para o transporte de quem precisa de atendimento de saúde.”, enfatizou o prefeito.

A qualidade da saúde em Bequimão tem sido vista como referência em todo o Estado. O hospital segue em pleno funcionamento, com atendimento médico permanente, além de outros serviços de exames e cirurgias. Na pandemia do novo coronavírus, a quantidade de leitos foi aumentada e os profissionais receberam equipamentos de proteção individual adequados.

Em novo decreto, prefeito Zé Martins oficializa reabertura de igrejas e templos religiosos em Bequimão

O prefeito Zé Martins publicou novo decreto, permitindo que igrejas e templos religiosos de Bequimão possam retomar suas atividades. A decisão, assim como vem acontecendo no plano de reabertura gradual, está condicionada ao atendimento das normas de segurança e é passível de revogação. A taxa de ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19, no Hospital Lídia Martins, é o que deve definir o futuro dessa e de outras atividades no município, conforme já sinalizou o comitê local de gerenciamento da crise sanitária.

O decreto n° 012/2020 estabelece condições para a retomada dos encontros religiosos. A princípio, cultos e missas devem ser realizados no prazo de uma hora, com intervalos de pelo menos duas horas entre si, para que templos e igrejas sejam higienizados. Estes espaços só podem funcionar das 6h às 22h, com 50% da capacidade total, fazendo a demarcação com fitas, para que a distância de dois metros entre as pessoas seja respeitada e não haja aglomeração. Além disso, frequentadores devem usar obrigatoriamente máscara e higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, na entrada e na saída.

Pessoas que fazem parte do grupo de risco devem permanecer em distanciamento social. São elas: pessoas com 60 anos ou mais; com pneumopatias graves ou descompensados (em uso de oxigênio domiciliar, asma moderada/grave, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC); com cardiopatias graves ou descompensadas (insuficiência cardíaca, cardiopata isquêmica, arritmias); imunodepressão; doenças renais crônicas em estágio avançado (3,4 e 5); diabetes mellitus; obesidade mórbida (IMC maior ou igual a 40); doenças cromossômicas com estado de fragilidade imunológica (Síndrome de Down); gestantes; e outras, conforme definição da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES-MA). Pessoas nessas condições de saúde só podem acompanhar as cerimônias religiosas virtualmente. A mesma recomendação é dada a frequentadores que apresentarem sintomas gripais (sensação febril ou febre; tosse; falta de ar; dor muscular; sintomas respiratórios superiores; fadiga; ausência de olfato e paladar; e sintomas gastrointestinais).

Por enquanto, o decreto n° 012/2020 mantém todas as outras restrições já estabelecidas anteriormente, especialmente as que fazem parte do decreto n° 010/2020. Logo, continuam suspensas as aulas e a realização de eventos em Bequimão. Também está mantido o rodízio de veículos particulares e daqueles que fazem linha para a sede, onde estão concentrados os estabelecimentos com maior atividade comercial do município. Aliada às barreiras sanitárias, essa tem sido uma estratégia eficaz no disciplinamento da circulação de pessoas na cidade. Essas medidas impactaram na diminuição da taxa de internação por Covid-19, no Hospital Lídia Martins. Na última terça-feira (16), por exemplo, os leitos exclusivos da unidade de saúde estavam vazios.

Mas a retomada da rotina deve ser precedida de muita cautela, alerta Zé Martins. “A retomada da rotina em Bequimão está acontecendo de forma gradual. Não vamos flexibilizar todas as restrições da noite para o dia. Estamos avaliando todos os cenários para só então dimensionar a real situação do nosso município em meio à pandemia. Como o vírus é altamente contagioso, essa retomada depende do nosso compromisso diário com cuidados primários de higiene e proteção. O município tem sim liberdade para avançar ou recuar, mas precisamos fazer isso de maneira responsável, preservando vidas”, concluiu o prefeito de Bequimão.

Prefeito Zé Martins visita obra adiantada do Estádio Vivaldão, que está sendo conduzida com segurança aos trabalhadores

Está adiantada a reforma e ampliação do Estádio Municipal Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão), em Bequimão. A obra tem sido conduzida com toda segurança aos trabalhadores, que utilizam máscaras e demais equipamentos de proteção individual. Neste sábado (30), o prefeito Zé Martins vistoriou os trabalhos da primeira etapa. Já se pode ver a estrutura básica das arquibancadas, um sonho antigo dos amantes de futebol do município.

O projeto prevê, ainda, a ampliação dos vestiários, a recuperação da iluminação, a reforma do alambrado e a implantação de uma pista de atletismo. O gramado será todo recuperado.

A obra no valor de R$ 452.026,82 (quatrocentos e cinquenta e dois mil, vinte e seis reais e oitenta e seis centavos) é fruto de uma emenda parlamentar do ex-deputado federal Victor Mendes, viabilizada por meio do Ministério dos Esportes. A Prefeitura de Bequimão também está investindo recursos, como contrapartida do convênio.

Com a recuperação da iluminação, o estádio Vivaldão terá condições para a realização de jogos no período noturno, o que amplia as possibilidades de uso desse espaço de lazer aos desportistas bequimãoenses.

“Desde 2013, estamos fazendo um trabalho constante de resgate do futebol em Bequimão. Nosso município sempre teve tradição nos campeonatos intermunicipais, revelando talentos do esporte, mas isso foi se perdendo. Conseguimos voltar a movimentar os campeonatos em todo o município, recuperamos algumas arenas nos povoado e, agora, vamos concretizar esse sonho de ter o Vivaldão com uma estrutura melhor para os atletas e para quem vem prestigiar os jogos”, destacou, orgulhoso, o prefeito Zé Martins.

O estádio municipal Vivaldão foi murado na gestão do ex-prefeito Vivaldo Lemos Paixão e inaugurado em 1992, último ano de sua gestão.