Prefeito Zé Martins lamenta morte do líder quilombola Carlos Alberto

O prefeito de Bequimão, Zé Martins, divulgou em suas redes sociais Nota de Pesar pela morte do líder quilombola, Carlos Alberto Reis Macedo, de 47 anos, morador da comunidade Ariquipá, zona rural de Bequimão. Carlos Alberto como era carinhosamente conhecido, era um homem de luta, trabalhador, honesto, leal aos amigos, defensor dos quilombolas e dos trabalhadores rurais.

Zé Martins foi categórico ao afirmar que Carlos Alberto era seu amigo particular. “Estou muito abalado com a morte de meu amigo e líder quilombola. Ele foi companheiro muito presente e atendo as lutas de sua comunidade. Carlos Alberto estava se preparando para buscar uma vaga no legislativo municipal dia 15 de novembro deste ano”, descreveu Zé Martins.

Comunidades quilombolas de Bequimão promovem audiência pública em Ariquipá

AR3Com o tema: “Promovendo saúde nas comunidades quilombolas”, moradores das comunidades remanescentes de quilombos reuniram-se, no dia 05 de junho, na comunidade Ariquipá. Pela manhã, participaram os secretários municipais Dinha Pinheiro (Cultura e Igualdade Racial), Creuber Pereira (Agricultura) e Bastico Moraes (Saúde).

O Prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), também esteve na comunidade e falou das ações em prol das pessoas negras de Bequimão, bem como da disponibilidade que sua gestão tem para acolher novas iniciativas que visam a melhorar a vida nos quilombolas. Zé Martins lembrou, ainda, os desafios que a administração tem enfrentado para manter todos os seus compromissos.

À tarde, o professor Istivan, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), apresentou o projeto sobre qualidade de vida e controle da hipertensão arterial em comunidades quilombolas. As lideranças do movimento quilombola, em Bequimão, contribuíram para o debate, falando das principais demandas do seu povo.

O evento foi encerrado ao som do tradicional tambor de crioula.

AR1 AR2 AR3 AR4 AR5

Juraraitá está na final da Copa Quilombola 2015

Time de Juraraitá (Colorado) ao

Time de Juraraitá (Colorado) juntamente com a Arbitragem e a equipe de Ariquipá (Verde)

Na tarde deste domingo (13) no estádio Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão), na cidade de Bequimão, no litoral ocidental maranhense, aconteceu a segunda semifinal da Copa Quilombola 2015; entre Juraraitá x Ariquipá.  Em uma partida bastante equilibrada, o primeiro tempo foi dominado pela equipe de Arquipá, que acabou perdendo a chance de abrir o marcador no Vivaldão. A primeira etapa terminou empatada em 0x0.

WP_20151213_15_54_00_Pro

No segundo tempo a equipe de Juraraitá voltou mais disposta e pressionou Ariquipá até abrir o marcador com o centroavante Jordani. Três minutos depois, Wancley invadiu a área e bateu forte ampliando para 2×0.  Mas a tarde parecia ser mesmo de Jordani; que recebeu a bola na grande área e partiu para linha de fundo, batendo cruzado e ampliando para 3×0. Em seis minutos tudo indicava para uma grande goleada no estádio Vivaldão.

WP_20151213_15_55_25_Pro

Mas as emoções estavam reservadas para o final do jogo. Aos 44 minutos Josiel bateu escanteio e fez um gol olímpico, diminuindo para o time de Arquipá. Dois minutos depois, o time da terra de Marinaldo Silva, de tanto pressionar, acabou fazendo o segundo gol e deixando o placar em 3×2. Com a vitória, o time de Juraraitá garantiu vaga na final, onde vai enfrentar a equipe de Conceição e o campeão vai representar o Município de Bequimão no Castelão, em São Luís.

A Copa Quilombola é uma iniciativa do Estado, em Parceria com a Prefeitura de Bequimão, e organizada pelas Secretarias de Igualdade Racial e Esporte; onde todas as onze equipes participantes irão receber uniformes completos com meiões. A final ainda sem data definida vai acontecer no Estádio Vivaldão, com presença de autoridades municipais e estaduais.

FICHA TECNICA DO JOGO

JURARAITÁ – Janilson, Hugo Luís (Luís Adriano), Francisco, Tarcílio, Celivaldo (José Evaldo), Jadson, Wancley (Vanilson), Canuto (Jovenilson), Jordani (Jorge Luíz), Valdenilso (Dinamarqie) e Manoel (José Augusto).

ARIQUIPÁ – Rogério, João Carlos, Carlos Augusto, Jackson (Maxuel), Cristiano, Alexandro, Marcelo, Jeferson, Inaldo (Jorge Luís), Josiel e Toninho.

GOLS: Jordani (2) e Wancley (Juraraitá. Josiel e Jorge Luís (Ariquipá)

ARBITRAGEM:

Juiz: Maciel Garcia

Aux1: Jucelilson Costa

Aux2: Carlos Eduardo