Segurança

Bombeiros Civis de Bequimão fundam associação no município

Atualmente, o município conta com 28 bequimãoenses que possuem a formação e já estão associados à entidade.

Em iniciativa inédita na região do Litoral Ocidental Maranhense, os bombeiros civis de Bequimão fundaram, neste domingo (27), a Associação da instituição no município. A solenidade aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) e contou com a presença de autoridades municipais e de representantes do Corpo de Bombeiros Militar.

A fundação da Associação de Bombeiros Civis é um importante passo para a regularização da profissão, em Bequimão. Atualmente, o município conta com 28 bequimãoenses que possuem a formação e já estão associados à entidade. Há oito anos, Bequimão trilha os caminhos do desenvolvimento e investir em segurança é prerrogativa para receber o progresso que se avizinha. A Associação de Bombeiros Civis do município é a primeira da região do Litoral Ocidental do Maranhão a ter a iniciativa de se formalizar.

Participaram da assembleia de fundação da Associação de Bombeiros Civis de Bequimão o comandante do 8° Batalhão de Bombeiros Militar, tenente-coronel Israel Lopes; o 1º sargento do CBM-MA, P. Filho; o comandante da Guarda Municipal de Bequimão e vereador eleito em 2020, Carlinhos de Severaldo; o Secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins, representando o prefeito Zé Martins; e o articulador do Selo Unicef, o psicólogo Wanderson Farias.

Regulamentação

A profissão de bombeiro civil foi regulamentada no país após sanção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O artigo 2º da Lei nº 11.901, de 12 de janeiro de 2009, define o profissional como “(…) aquele que, habilitado nos termos desta Lei, exerça, em caráter habitual, função remunerada e exclusiva de prevenção e combate a incêndio, como empregado contratado diretamente por empresas privadas ou públicas, sociedades de economia mista, ou empresas especializadas em prestação de serviços de prevenção e combate a incêndio.”

Ampliação da área de atuação

É importante ressaltar que na Câmara dos Deputados já há um Projeto de Lei (PL) para ampliar o campo de atuação dos bombeiros civis. O PL prevê, além do combate a incêndios, a atuação em situações de emergências externas, como acidentes de trânsito, até a chegada dos bombeiros militares ou dos profissionais de saúde. Para que isso ocorra, os cursos de formação do bombeiro civil vão poder incluir disciplinas sobre a prevenção social e em áreas de risco, emergência médica e resgate de vidas.