Tribuna de Bequimão

Morto na última sexta (08), Juarez Damasceno foi prefeito de Bequimão e teve quatro mandatos como vereador de São Luís

Ex-prefeito de Bequimão, Juarez Pereira Damasceno

O ex-prefeito de Bequimão, Juarez Pereira Damasceno, faleceu na última sexta-feira (08), em São Luís, vítima da Covid-19. Ele dedicou parte dos seus 89 anos à política, incluindo quatro mandatos de vereador na Câmara Municipal de São Luís. Em respeito à sua trajetória política, o prefeito Zé Martins decretou luto oficial de três dias.

Juarez Damasceno nasceu em 20 de outubro de 1930, no município de Tutóia. Filho de Raimundo Brasilino e Francisca Pereira Damasceno, ele era o caçula de uma família de quatro irmãos, dentre eles José Pereira Damasceno, que também foi prefeito de Bequimão. Ainda jovem, ele e os demais familiares fixaram residência em terras bequimãoenses, onde deu seus primeiros passos escolares. O ginásio (de 5ª a 8ª série) foi cursado em São Luís, no colégio Marista.

Já adulto, Juarez Damasceno retornou a Bequimão e lançou sua candidatura a prefeito no ano de 1960, tendo o jovem Juca Martins como candidato a vice. Eles foram apoiados por Torquato Pereira, comerciante forte do município. A dupla enfrentou e venceu, nas urnas, o poderoso Nhô Nhô Ramalho, que era o preferido do então governador Newton Bello. Juarez Damasceno e Juca Martins administraram a Prefeitura Municipal de Bequimão entre os anos de 1961 a 1965.

“A gestão inteira era perseguida e, se alguém da oposição criticasse o Governo do Estado, iria preso. Mesmo com toda essa perseguição, Juarez deu os primeiros passos para o desenvolvimento da educação em Bequimão. Era um político respeitado e o povo o tinha como líder. Sua capacidade conquistava e admirava a todos”, destacou o professor Valter Penha, que o conheceu desde 1962.

Ex-prefeito Juarez Damasceno ao lado do amigo professor Valter Penha

Na memória do velho amigo, ficaram registrados algumas obras importantes da gestão de Juarez Damasceno, como a construção de estradas, colégios, a mudança da sede da Prefeitura para o endereço atual (antes era localizada na Rua Presidente Vargas, na casa onde morou o Capitão José Castro, primeiro intendente de Bequimão). “Juarez era um cidadão que ajudava os mais carentes do município e sempre foi um administrador bem intencionado”, lembra-se Valter Penha.

Após o mandato de prefeito, Juarez Damasceno voltou a morar em São Luís, onde se destacou como dentista e caiu nas graças das pessoas que viviam nas comunidades da periferia da capital. Com sua popularidade, retornou à política, desta vez como candidato a vereador. Segundo o jornalista Djalma Rodrigues, durante seus quatro mandatos como vereador de São Luís, Juarez Damasceno foi um parlamentar atuante e chegou a compor a Mesa Diretora. Seu último mandato foi no final da década de 1990.

Fotos: Arquivo familiar

0 comentário em “Morto na última sexta (08), Juarez Damasceno foi prefeito de Bequimão e teve quatro mandatos como vereador de São Luís

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s