Tribuna de Bequimão

Diversidade cultural e segurança marcam a folia em Bequimão

Foliões concentrados na Praça 2 de Novembro (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Apostando na pluralidade de atrações e ritmos, o Carnaval de Bequimão tornou-se referência no Litoral Ocidental e na Baixada Maranhense. A temporada momesca no município também foi marcada pela segurança e pela alegria característica da maior festa popular do país. A programação foi organizada pela Prefeitura de Bequimão, administrada pelo prefeito Zé Martins, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial.

A folia começou na Praça 2 de Novembro, no último sábado (22). Nem mesmo o clima chuvoso conseguiu afastar os foliões, que se deslocaram de vários municípios maranhenses e até de fora do Estado, buscando diversão em Bequimão. Os Tops Elétricos, Nana Banda, Lambas e Banda Miragem fizeram a alegria da galera no primeiro dia de festa.

Já o segundo dia do Carnaval da Diversidade Cultural fez jus ao nome, com o destaque para os 22 blocos tradicionais e alternativos, que se apresentaram na Passarela do Samba. O Largo da Igreja Santo Antônio ficou repleto de apreciadores à espera da manifestação cultural, que é a cara do município. O tambor de crioula Coroa de São Benedito, da comunidade quilombola Santa Rita, fez a abertura do espetáculo a céu aberto.

Desfile reuniu 22 blocos na Passarela do Samba (Foto / Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Acompanhado do presidente do Fórum da Baixada Maranhense, João Martins, e de aliados políticos, o prefeito Zé Martins reservou o início da noite de domingo (23) para prestigiar o desfile classificado por ele como uma “explosão de alegria típica do povo de Bequimão”. “Nossa população está em peso aqui, acompanhando o desfile dos blocos tradicionais, na Passarela do Samba. Muito feliz em ver nossa gente valorizando a nossa cultura. Mais feliz ainda em ver que essa cultura atravessa gerações”, disse o prefeito de Bequimão, na ocasião.

Prefeito Zé Martins prestigia desfile de blocos (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

“Fizemos dois dias de passarela, como não se via há muitos anos. Abrimos com tambor de crioula, do quilombo Santa Rita. Tivemos 18 blocos e quatro tradicionais, sendo três de Bequimão e um de Alcântara. Premiamos quatro blocos, com distribuição de valores que somam R$ 2 mil. Muita gente assistindo. Nosso objetivo foi alcançado. Foi ótimo”, avaliou o secretário de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins.

População se aglomera para assistir blocos (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Depois do desfile, a festa continuou na Praça 2 de Novembro, para onde seguiram os foliões. A folia ficou por conta dos Tops Elétricos, Bicicletinha do Samba, Rapha Araújo, Pisadinha do Maluco e Caviar com Rapadura, que fez um show para lá de especial, com sucessos do axé e da própria trajetória, iniciada no fim dos anos 90, em Fortaleza, no Ceará.

Caviar faz a festa na segunda noite de folia (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Na segunda-feira (24), o Carnaval da Diversidade Cultural começou um pouquinho mais cedo, às 16h. Foi pensada uma programação voltada às crianças do município. A festa foi embalada pela Juju Banda e contou com personagens bastante conhecidos do universo infantil, como os palhaços Parati e Patatá.

Mais tarde, quem chegava ao circuito se deparava com a beleza e todo o talento de Hannah Vanessa, vocalista conhecida do público nordestino devido à sua passagem pela banda de forró cearense Amor Real, que a fez despontar na música. No show, destaque para os ritmos marcados pela percussão e por coreografias envolventes, executadas pela cantora e seus bailarinos. A noite ainda teve shows de Wally Badalado e Guilherme Topado.

Hannah agita foliões na Praça 2 de Novembro (Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Encerramento

Na terça-feira (25), era momento de celebração. A programação do carnaval foi um sucesso e tudo transcorreu com segurança. Predominou o clima de animação, de brincadeira entre amigos e familiares e de valorização da cultura.

Com a movimentação, a economia local foi aquecida, resultando em trabalho e renda. O prefeito Zé Martins reuniu amigos e familiares, em sua residência, para festejar os bons resultados. Também participou o deputado Zé Inácio, parceiro dos trabalhos realizados em Bequimão. A confraternização foi embalada pela Bicicletinha do Samba e pela Banda Sapo Boi, grupo natural do município.

Zé Martins comemora sucesso do carnaval (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

À noite, para fechar o Carnaval da Diversidade Cultural, o circuito da Praça 2 de Novembro recebeu toda a irreverência do Traíra de Óculos; o swing do Playboyzão, Andson Mendonça; além da banda Moleca 100 Vergonha, encerrando a noite com todo o seu romantismo.

Treze bandas fizeram a festa nos dias de folia (Foto : Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

“Ficam aqui os meus agradecimentos ao público, artistas, músicos, produtores e todos os blocos que participaram do Carnaval da Diversidade Cultural e fizeram dele uma festa harmônica e cheia de alegria”, declarou o prefeito Zé Martins, finalizando a temporada carnavalesca no município.

Com os amigos, Zé Martins se diverte em desfile (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

Prevenção

No campo da prevenção, profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Conselho Tutelar distribuíram material informativo, visando a coibir a venda de bebida alcoólica para menores de idade durante o período carnavalesco, em Bequimão. A Lei 13.106/15, que criminaliza a prática, prevê pena de 2 a 4 anos de detenção e multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil aos proprietários, além de medida administrativa de interdição do estabelecimento, em caso de descumprimento da norma.

Bequimão realiza carnaval seguro para foliões (Foto: Divulgação / Prefeitura de Bequimão)

O mesmo trabalho também foi feito em motéis da cidade, mas focado em evitar a exploração sexual de menores nesses estabelecimentos. A medida dos órgãos subordinados à Semcas baseia-se na Lei nº 8.069/1990, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), cujo artigo 82 diz que é “proibida a hospedagem de criança ou adolescente em hotel, motel, pensão ou estabelecimento congênere, salvo se autorizado ou acompanhado pelos pais ou responsável”. Em caso de descumprimento da determinação, o motel é multado. Se houver reincidência, a autoridade judiciária pode determinar o fechamento do local por até 15 dias. Já, se comprovada a reincidência no período inferior a 30 dias, o estabelecimento é definitivamente fechado e tem sua licença de funcionamento cassada.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) também participou das frentes de prevenção no carnaval. A Semus montou uma barraca com técnicos da saúde para orientar foliões sobre a importância do sexo seguro, inclusive fazendo a distribuição de preservativos. Além disso, foliões tiveram acesso a aferição de pressão arterial e teste de glicemia no circuito da Praça 2 de Novembro.

Segurança

O trânsito foi alterado para assegurar que os foliões circulassem com tranquilidade pelos circuitos da Praça 2 de Novembro e Passarela do Samba. Além disso, foram recrutados efetivos da Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Municipal, Força Bruta e Bombeiros Civis. Durante os quatro dias de folia no município, eles estiveram de plantão para garantir que a festa transcorresse dentro da normalidade e com espaço apenas para a alegria.

0 comentário em “Diversidade cultural e segurança marcam a folia em Bequimão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s